Artigos

The Witness, Stephen’s Sausage Roll, ansiedade e recompensa

2997232-the-witness

Ansiedade é uma coisa difícil de descrever. Mesmo sendo algo que em um determinado ponto todos vamos sentir dificilmente você terá palavras para dizer o que sente. Além da sempre presente sensação de que algo está prestes a ir horrivelmente errado, é como uma tensão que ti enforca constante e isso se manifesta física e mentalmente, e nunca vai embora. Minha ansiedade tende a ser uma coisa que vai e vem, mais como uma reação ao que está acontecendo em torno de mim em vez de um medo constante. Não é uma coisa comum para minha experiência, mas quando bate, ela bate forte.
Ansiedade é algo que eu tive que tentar aprender a gerir desde que eu tive a minha primeira crise séria do que há alguns anos atrás, mas a ansiedade não é algo para o qual existe uma solução rápida. É um trabalho árduo mental. E assim é The Witness e Stephen Sausage Roll.

Eu sei que alguns de vocês devem estar pensando. Claro que esses jogos de puzzle me deixaram ansioso;  Mas é, na verdade, muito pelo contrário. Descobri que o foco e atenção que as demandas The Witness e Stephen Sausage Roll são um bom desprendimento para a tensão encurralada.

Mas antes de explicar mais sobre os jogos e a ansiedade preciso explicar o que são eles e as mecânicas que usam pra te deixar tenso e fazer com que a ansiedade seja algo divertido.

Este novos puzzles tem a semelhança de serem desenvolvidos por dois dos melhores desenvolvedores independentes: Stephen Lavelle e Jonathan Blow.
Um deles como o nome sugere é sobre rolar salsichas. Você joga como um pequeno individuo que tem um grande garfo, preso em uma ilha cheia de salsichas O objetivo é cozinhar as salsichas com perfeição. The Witness por sua vez são centenas de quebra-cabeças de trilho, chegar uma linha de um ponto a outro, no melhor estilo das revistas Coquetel. Isso não é tão simples como parece. Até mesmo os desafios mais simples exigem planejamento, manobras e perseverança seja para que o seu pequeno-almoço seja frito ou para ligar todos os lasers da ilha.

Descrevendo assim um jogo parece mais idiota que o outro. Mas é isso que o faz deles geniais. A simplicidade aparente aliado à complexidade de alguns sistemas implícitos e puzzles que escalam em níveis inacreditáveis.
Enquanto Witness tem a didática perfeita apresentando conceitos paulatinamente e implicitamente, Sausage não precisa apresentar conceito nenhum porque todos sabemos como se frita uma salsicha.

maxresdefault

Sempre que eu tentava jogar um puzzle era muito fácil de eu ficar frustrado e desistir do jogo. Mas algo sobre o humor desses jogos e os focos quase dadaístas me impediu de desistir deles

Leva apenas um puzzle resolvido para que você se sinta motivado, e em seguida os outros começam a se abrir trazendo a promessa tentadora de sucesso e a frequente frustração. É a equação perfeita de te frustrar por não conseguir a resolução e o imenso prazer que é resolver algo depois de muito pensar. Como era de se esperar passei boa parte do tempo com esses jogos ansioso. Mas lentamente a solução emerge e a ansiedade da lugar a uma imensa satisfação que abre caminho para você continuar e vir mais ansiedade. Tensão, alivio, ansiedade satisfação, recompensa …

Foneticamente os cenários desses jogos são bastante minimalistas. Há muito pouco de música, então os sons ambiente dão o tom neutro do jogo. Após alguns minutos travados em um puzzle a musica monótona e o som ambiente só colabora em me deixar mais ansioso. Com isso entendi que o escapismo é a melhor das hipóteses e paciência é essencial. Nesses jogos você tem que tomar seu tempo, descansar e fugir um pouco daquele mundo por algumas horas, permanecer e insistir só o deixará mais ansioso.

Eu já referenciei aqui frustração que tinha com puzzles difíceis, e a sempre achei que isso só iria dificultar o controle da ansiedade. Quando The Witness saiu eu estava num momento conturbado da vida e diferentemente do que acontece com muitos, onde a demora e a frustração de demorar pra resolver um puzzle deixa as pessoas ansiosas, pra mim as horas que ficava dentro daquele mundinho resolvendo quebra-cabeças eram as de maior tranquilidade. Consegui esquecer do que acontecia fora do mundo de fritar salsichas e concentrar e me focar 100% na resolução daquilo e isso foi benéfico pra minha ansiedade e pra mim que finalmente consegui me dedicar a jogos de puzzle.

E foi assim que em 2016 aprendi a jogar jogos de puzzle e controlar minha ansiedade com eles.

Click to comment

Mais populares:

To Top